PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE RECURSO ADMINISTRATIVO NO INSS

22.04.2015

Do portal do MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL

INSS

    1) O que é um Recurso?

    R: É o ato de recorrer ou apelar para outra instância com a finalidade de obter a reavaliação de uma solicitação inicial, com a finalidade de ter satisfeita essa solicitação.

    2) Como faço para recorrer de uma decisão do INSS?

    R: O interessado deverá enviar pelos correios ou protocolar o recurso no próprio INSS.
    3) Existe formulário próprio para protocolar o recurso?

    R: A previdência disponibiliza formulário para protocolização do recurso, entretanto, a sua utilização, não é obrigatória, podendo o interessado apresentar petição em folha à parte.
    4) O que deve conter um recurso?

    R: Deve conter:

    • nome do órgão ao qual ele é endereçado;
    • nome do segurado;
    • a identificação do segurado (CPF e NIT);
    • nome do recorrente;
    • identificação do recorrente (Identidade e CPF);
    • endereço completo do recorrente (para envio de correspondência);
    • motivo do recurso (indeferimento, cessação, suspensão);
    • razões do recurso (exposição dos motivos que sustentam o direito do recorrente).

    5) Qual o nome do órgão para o qual vou endereçar o recurso?

    R: Se o recurso for contra uma decisão do INSS ele deverá ser dirigida à Junta de Recursos do CRPS.
    Se o recurso for contra uma decisão da Junta de Recursos ele deverá ser dirigida à Câmara de Julgamento do CRPS.
    6) Como fico sabendo da localização desses órgãos?

    R: Você poderá pesquisar na página da Previdência Social, no “link” CRPS o endereço de todas as unidades do Conselho de Recursos da Previdência Social.
    7) Como fico sabendo o andamento do meu processo de recurso protocolado no INSS?

    R: De posse do número de protocolo ou número do benefício você poderá ligar para o “135” ou ainda, caso o processo já tenha sido enviado pelo INSS aos órgãos do CRPS, você poderá acessar na página da Previdência Social seguindo pelo seguinte caminho: (Informar o caminho que será definido para consulta do andamento)
    8) Qual o prazo que o INSS tem para oferecer contrarrazões?

    R: 30 (trinta) dias. A partir deste prazo o processo deverá ser encaminhado a instância julgadora.
    9) Como fico sabendo a data em que o INSS tomou ciência da decisão da Junta?

    R: De posse do número de protocolo do recurso você poderá ligar para o “135” ou comparecer em qualquer unidade do INSS ou do Conselho de Recursos para saber se o processo já foi recebido no setor no sistema de protocolo chamado “SIPPS”.
    10) Qual o motivo do indeferimento do meu processo?

    R: Quando do indeferimento de uma solicitação, o INSS envia um comunicado para o endereço informado no ato do requerimento, dizendo do motivo, o porquê a solicitação não pôde ser atendida. Caso, de posse dessa comunicação, ainda exista dúvidas quanto ao motivo da negativa, poderá procurar a Agência da Previdência Social para obter maiores esclarecimentos sobre o indeferimento.

    É importante que esteja bem claro o motivo da negativa uma vez que as razões do recurso deverão estar em consonância com essa decisão.

    Deve-se também ter o cuidado de observar se houve mais de um motivo para o indeferimento, sendo que, nessa situação o recurso deverá abranger as dois motivos.

    11) O que significa intempestividade?
    R: Intempestividade é quando o recurso é protocolado após o prazo legal estipulado que, atualmente corresponde a 30 dias da data da ciência da decisão do INSS.
    12) Qual o prazo para resposta conclusiva do recurso?

    R: Após protocolo do recurso o INSS tem o prazo de 30 dias para encaminhar o processo para a Junta de Recursos ou Câmaras de Julgamento. Após recebimento do processo pelas Juntas ou Câmaras, o prazo para decisão final do processo é de 85 dias.

    É importante salientar que caso haja necessidade de diligência no processo esse prazo será dilatado em função ao prazo necessário para cumprimento dessa diligência, que também é de 30 dias, podendo ser prorrogado por mais 30.

    13) O que é uma diligência?

    R: São providências solicitadas pelos órgãos julgadores, Juntas de Recursos e Câmaras de Julgamento, que visam a complementar a instrução dos processos que têm como finalidade firmar o convencimento do Conselheiro quanto ao direito pretendido.

    *****

    Fonte:http://agencia.previdencia.gov.br/e-aps/servico/255

    660 comentários sobre “PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE RECURSO ADMINISTRATIVO NO INSS

    1. Boa Tarde, Messias.

      Entrei com recurso on line, mas infelizmente me esqueci de juntar alguns documentos no arquivo. Será que eu poderia enviar uma segunda vez esses papéis?
      Não tenho como ligar para o 135 porque resido fora do Brasil.
      Tentei anular e enviar um novo pedido mas não foi possível.
      Será que existe alguma alternativa?
      Obrigada.

      Curtir

      • Boa tarde, Vera,
        Você precisaria saber qual agência do INSS(ainda que virtual) você entrou com recurso.Se você não souber,minha sugestão é que você ligue para o Conselho de Recursos do Seguro Social – CRSS, em Brasília, especificamente, para a CGT – Coordenação de Gestão Técnica, onde poderá obter mais esclarecimentos sobre como você pode enviar os documentos faltantes.

        Eis os contatos telefônicos: 61 3433 9719/3433 9851/9852.

        Espero ter ajudado, Vera.

        Boa Sorte,

        Messias

        Curtir

    2. Boa tarde… Recebi a carta de conceção/Memória de calculo do benéfico.
      Tenho 45 contribuição e foi desconsiderada as 20 menores.
      Na carta da concecao tá o salário de benéfico 40.646,84 divisor 36.
      Para esse valor de salário de benefício tá certo essa soma do inss ou cabe eu fazer a revisão. Para diminuir o divisor.

      Curtir

      • Boa tarde,Bruna,
        Se você acha que seu valor seria maior, minha sugestão é você pedir, por escrito, uma revisão ou explicação do porquê desta memória de cálculo. Caso não seja bem sucedida, após a negativa do INSS, você tem 30 dias para entrar, na mesma agência, você apelar para o tribunal recursal do INSS, que o Conselho de Recursos do Seguro Social – CRSS, através das Junta de Recurso. No entanto, o recurso, se for necessário, terá que ser dado entrada na mesma agência que lhe negou a revisão.

        Boa sorte,

        Messias

        Curtir

        • Nesse meu benefício a empresa não pagou 10 contribuição ai o inss somou o salário mínimo da epoca que era 380 reais já que não tinha as 10 contribuição no meu cnis mas na minha carteira de trabalho tem o valor do meu salário que era 587.40. Desse jeito que o inss somou. Não era para o inss somar o valor do meu salário na carteira de trabalho já que não tinha no cnis. Desse jeito que o inss somou eu posso entrar com o recurso.

          Curtir

        • Boa tarde,Bruna,
          Se constava na sua carteira, o INSS podia somar, sim.
          Se empresa não pagou ao INSS, isso é problema da empresa e do INSS, você não podia ser prejudicada pela ausência desse tempo de contribuição. Quanto ao salário menor, convenhamos que a culpa não é do INSS, cujos servidores seguem regras estabelecidas em Lei para calcular o valor de seu benefício previdenciário.

          Boa sorte,

          Messias

          Curtir

    3. Oi Messias

      Liguei na agência que consta no protocolo, e que escolhi para julgar o meu recurso, que é a mesma que me concedeu o benefício, mas não atenderam o telefone.
      Enviei email para a junta de recursos , mas ele voltou, então eu liguei para eles. mas não existe nada no sistema em meu nome.
      Tentei o CRSS, CGT, conforme você me orientou mas eles não encontraram nada por lá, também.
      todos foram bastante atenciosos.
      Vou tentar entrar em contato com a agência que concedeu o beneficio por email.
      Fiquei feliz por descobrir esse blog.
      Muito obrigada pela ajuda.

      Curtir

      • Boa tarde,Vera,
        Se não havia nada no CRSS, CGT é porque, provavelmente, seu recurso ainda se encontra no ámbito do Inss. Se for assim, o melhor é você insistir no contato com agência que consta no protoloco.
        Obrigado, pelo acesso ao Blog. Divulgue-o.
        Boa sorte,

        Messias

        Curtir

    4. Olá.

      Minha mãe foi cessada do benéfico de auxilio doença dela, por ter levado na pericia um laudo antigo. Consigo junto á junta de recursos da Previdência, refazer a pericia juntamente de um laudo atualizado e voltar a receber o recurso ?

      Ainda estou dentro do prazo de 30 dias para recorrer.

      Curtir

      • Boa Tarde! Meu marido foi colocado na reabilitação e ficou por um ano aguardando uma posição do INSS sobre a reabilitação, quanto terminou o prazo ele procurou o INSS com medo da suspensão do beneficio ai marcaram uma pericia e mesmo de posse de laudos onde atestam a incapacidade laborativa suspenderam seu beneficio em 16/06/18, entramos com o recurso no dia 17/08/18 e seguimos aguardando desde então , já se excedeu o prazo dos 85 dias o que podemos fazer? meu marido precisa seguir com o tratamento e estamos a 04 meses sem dinheiro aguardando uma posição o INSS.

        Curtir

        • boa tarde, Luciana
          Minha sugestão é que volte ao INSS ou dirija-se á Junta de sua cidade, de posse do numero do processo para se possar saber o trâmite de seu processo. Você pode ligar também para o 135.

          Boa sorte,

          Messias

          Curtir

    5. Boa noite, o pedido de aposentadoria de minha mãe foi negado no fim do ano de 2017 ela entrou com recurso para aposentadoria em 25/01/2018 e segundo os prazos citados a cima o tempo já foi extrapolado.

      Tentei acompanhar o processo pelo site e em 14/03/2018 diz: Processo gerador juntado, o que significa?

      Já se passaram 3 meses e não obtivemos respostas onde o prazo já foi vencido a meses.

      Desde já agradeço!
      Ana Souza

      Curtir

      • Boa tare, Ana Souza,
        Deve ter sido anexado ao seu processo, algum documento, ou algum processo semelhante foi juntado ao processo que deu origem ao recursos, que no caso de sua mãe, certamente foi o processo de indeferimento da aposentadoria dela.
        De todo, modo dirija-se ou entre em contrato com a agência onde seu deu entrada no recurso para você se informar melhor.

        Boa sorte,

        Messiasw

        Curtir

    6. boa noite meu nome e JOSE EDUARDO gostaria de saber ser demora muita para sair o resultado do meu recurso Histórico de Eventos
      Encaminhamento automático – (26ª JR para ATM)
      23/09/17 22:47

      Solicitação de pronunciamento Técnico Médico – Parecer/Pronunciamento
      23/09/17 22:47 – Ver documentos desse evento

      Distribuído ao Conselheiro Relator – ROSIMAR MARIA CABRAL
      18/09/17 08:03

      Encaminhamento automático – (CGT para 26ª JR)
      18/09/17 08:03

      Aguardando distribuição
      25/05/17 13:19

      Encaminhamento – (21038040 para CGT)
      25/05/17 13:19

      Contrarrazões do INSS
      25/05/17 13:17 – Ver documentos desse evento

      Ciência do recorrente – Não anexada
      25/05/17 13:16

      Ações judiciais não encontradas
      25/05/17 13:15

      Juntada de documentos
      25/05/17 13:10 – Ver documentos desse evento

      Solicitação de digitalização cumprida
      25/05/17 11:43 – Ver documentos desse evento

      Protocolo Recebido no INSS
      25/05/17 10:06

      Agendamento Eletronico do Recurso / Postagem do Recurso via ECT
      03/04/17

      Curtir

      • Boa tarde, Eduardo
        A demora, muitas vezes, se dá, e este é , possivelmente seu caso, pelo pouco numero de Médicos Peritos no âmbito do Conselho de Recursos do Seguro Social. A bem da verdade, não existem médico peritos no Conselho. Todos eles, hojes são cedidos pelo INSS, para analisar os processo de matéria médica, como seu caso.
        A 26ª fez correto em enviar seu processo(recurso)para o ATM( Assistente Técnico Médico) que é assim chamado os peritos médicos do Conselho de Recursos.
        Isso significa que seu processo foi para Brasília, para de lá ser distribuido para qualquer ATM( médico perito) em qualquer Junta de Recursos do país.
        Qualquer segurado pode ligar para o Conselho em Brasília e saber como está esta distribuição ou mesmo o andamento de seu processo. Eis o fones de contato: 61 3433-9851, 3433-9852.

        Boa sorte,

        Messias

        Curtir

    7. Boa tarde messias, eu só aposentado por invalidez. Fiz a perícia revisional do inss, e o resultado da pericia ta assim ” concessão do benefício ” mas eu já vinha recebendo o beneficio desde 2010 e esse resultado da revisão que saiu agora concessão do benefício. Eu nao tô entende agora se vai manter meu beneficio por aposentadoria por invalidez ou eles vai corta.

      Curtir

      • Boa tarde, Damião
        Como a própia expressão diz “concessão de benefício”, indica que será concedido, ou seja, você continuará recebendo. De todo modo, convém esperar a resposta oficial do INSS ou você entrar em contato com a Agência do INSS, onde você fez a perícia.

        Boa sorte,

        Messias

        Curtir

    8. Boa noite!

      Tive um acordão provido por unanimidade. O inss apresentou recurso especial e apresentei contra razão. O recurso foi encaminhado ao CGT, que o redistribuiu a Junta de recursos de origem da decisão do acordão. Pergunta: Quais os próximos passos? A junta poderá retificar uma decisão que já foi provida por unanimidade anteriormente? Ou irá ratificar a decisão ?
      Desde ja agradeco

      Marcos

      Curtir

      • Boa tarde, Marcos,
        Vai depender dos argumentos do INSS. Se forem novos elementos, é possivel que seja alterada a decisão. No entanto, se os argumentos forem os mesmos, dificilmente a Junta voltará atrás de sua decisão, prinicpalmente por ter sido, como bem observa você, por unanimidade.

        Boa Sorte,

        Messias

        Curtir

    9. Boa noite Messias parabéns pelo blog contendo material de sua importância para auxiliar tantas pessoas!
      Vamos ao meu caso chamo-me rodrigo e em 22/11/2016 entrei com pedido de auxílio doença o mesmo foi indeferido.
      Argumento do inss q pela perícia médica foi contatada a incapacidade porém o reinício das contribuições deu se em 01/06/2016 data está posterior à incapacidade fixada em 20/11/2016 pela perícia médica.
      Minha primeira pergunta pode um erro tão primário ser cometido pelo inss?
      01/06/2016 posterior a 20/11/2016 poderiam até alegar que eu não obteria a carência exigida de 12 contribuições em bora minha doença esteja na lista de doenças graves isentas de carência.
      Entrei com recurso Adm e em 28/11/2017 foi julgada pela 25 JR reconhecido a decisão por unanimidade a mim o inss recorreu a caj dessa vez fundamentando que a doença já existia antes do reingresso do regime rgps q por esse motivo não teria o direito ao benefício. Completei a fundamentaçao : salvo quando a incapacidade sobrevier por motivo de progressão ou agravamento da doença ou lesão e foi enviado como contrarrazao.
      Estava aguardando distribuição desde 05/02/2018 ligava sempre até a data de 30/05/2018 para me informar do andamento através do 135 abri algumas manifestações da ouvidoria por já não poder sustentar a situação de espera sem rendimentos financeiros para minha sobrevivência desde a incapacidade. Resolvi pedir vistas do processo junto à agência do inss na data de 26/06/2018 no dia 13/07/2018 um funcionário da agência me ligou para dizer q houve um avanço no recurso na mesma data já havia me internado pelo 135 que houve o encaminhamento automático pela ouvidoria descobri q para a 3 câmara caj.
      Minha segunda pergunta segundo sua experiência existe qual seria o prazo médio para uma decisão final da caj? Existe uma forma de poder acelerar isso com um mandado de seguranca talvez, e receberei quantos meses de atrasados caso a caj me de ganho de causa?
      Muito obrigado pela atenção desculpe a extensão do texto mas espero com ele poder ajudar outras pessoas que estão na mesma aflição q a minha! Grato e boa sorte a todos.

      Curtir

      • Boa tarde, Rodrigo.
        Primeiro que tudo, agradeço pelas elogio a nosso Blog.Continue visitando e divulgado-o para outras pessoas.
        Quanto a seu caso, sugiro que você aguarde a decisão da CaJ antes de qualquer medida Judicial, pois pode ser que a própria Caj reconheça esses meses de atrasos.
        Sugiro ainda que você entre em Contato a CaJ onde se encontra seu processo para saber como está andamento de seu processo.
        Boa Sorte,

        Messias

        Curtir

        • Boa noite
          O 135 não informa onde posso receber detalhes do andamento do processo apenas informa q está aguardando distribuição a uma das caj de uma outra vez me disseram q aguardava distribuição na terceira caj mas não obtive o contato da mesma. Você teria o contato Messias? Grato

          Curtir

    10. Bom dia. Meu recurso para aposentadoria foi enviado para o 18ª Junta de Recursos
      Órgão atual,Vc saberia me dizer quanto tempo pode ficar lá? Ou quanto tempo eles demoram para analisar ? Pois está em tramite desde 2011.

      Curtir

    11. Olá Sr Messias entrei com pedido de aposentadoria por tempo o INSS recorreu e eu também , por acórdão eu ganhei por unanimidade , Agora o processo foi para segunda instância e aguardando distribuição e encaminhado para cgt , quanto tempo ele fica parado nesse órgão.

      Curtir

    12. Olá Sr Messias entrei com pedido de aposentadoria por tempo o INSS recorreu e eu também , por acórdão eu ganhei por unanimidade , Agora o processo foi para segunda instância e aguardando distribuição e encaminhado para cgt , quanto tempo ele fica parado nesse órgão.

      Curtir

      • Ficará parado até ser escolhido um relator para analisar seu caso e emitr o voto,que será aprecisado pelo pleno de uma das Câmara de Julgamento (CAJ), que a segunda instância do Conselho, em Brasília.
        Abraços

        Messias

        Curtir

    13. Olá Messias,

      O recurso do meu pai no e-Recursos esta com aguardando distrubuição a mais de 1 mes. Você sabe o que vem agora?
      Aguardando distribuição
      13/07/18 09:48

      Encaminhamento – (11001090 para CGT)
      13/07/18 09:48

      Solicitação de análise do Gestor concluída
      13/07/18 09:47 – Ver documentos desse evento

      Solicitação de análise do Gestor
      03/07/18 11:13

      Contrarrazões do INSS
      03/07/18 11:13 – Ver documentos desse evento

      Juntada de documentos
      03/07/18 10:51 – Ver documentos desse evento

      Juntada de documentos
      03/07/18 10:50 – Ver documentos desse evento

      Juntada de documentos
      03/07/18 10:49 – Ver documentos desse evento

      Ações judiciais não encontradas
      03/07/18 10:48 – Ver documentos desse evento

      Ciência do recorrente – Não anexada
      03/07/18 10:47 – Ver documentos desse evento

      Processo gerador juntado
      03/07/18 10:46 – Ver documentos desse evento

      Protocolo Recebido no INSS
      29/06/18 08:48 – Ver documentos desse evento

      Entregamos todos os relatórios recentes e antigos. Esses bandidos do INSS estão retirando aposentadoria de quem nao consegue trabalhar.

      Grato,
      Lucas Soares

      Curtir

    14. Boa Tarde!

      Meu pai deu entrada em um Recurso no INSS em Agosto de 2017 e até o momento não obteve nenhum retorno. O ultimo andamento do processo foi em Novembro de 2017 (encaminhado para ATM) e até agora nenhuma movimentação. Ele já está a 1 ano sem receber e na tentativa de obter alguma ajuda foi ao posto do INSS e a atendente orientou a dar entrada em um pedido de novo beneficio e continuar aguardando o recurso que está em andamento.
      Ele pode dar entrada em um novo beneficio mesmo já tendo esse pedido de recurso?
      Ao dar entrada no novo beneficio ele corre o risco de ter algum problema no recurso que está em andamento ?
      Agradeço desde já pela atenção.

      Curtir

    15. Olá. tenho uma duvida. entrei com a ação pedindo auxilio doença e em um dos documentos na contra razão esta dizendo o seguinte:”O segurado não comprovou a incapacidade laborativa” sendo q está anexado lá o laudo medico comprovando isso bem explicito no documento a minha doença. significa q não vou conseguir o auxilio? estou esperando a meses sem poder trabalhar. fiquei preocupado…

      Curtir

      • Muito provavelmente, você não conseguirá, pois o “laudo” válido será sempre o do perito do INSS, e não de outro laudo fora do INSS, com raríssimas exceções e desde que, haja concordância do perito do INSS.
        Abraços,

        Messias

        Curtir

    16. Ola! gostaria de saber o que significa isso no meu recurso: Trata-se de Auxílio-Doença cessado por parecer contrário da perícia médica, sendo
      certo que a segurada apresenta laudos médicos e alega que permanece incapaz ao
      trabalho.
      Portanto, encaminho estes autos à Assessoria Técnica Médica da Junta de
      Recursos, para que esclareça se ratifica ou se retifica a Data da Cessação do Benefício
      (DCB), se a segurada pode ser considerada incapaz ao trabalho após a cessação deste
      benefício e, em caso positivo, fixar a nova Data da Cessação do Benefício (DCB), com fulcro
      no Memorando-Circular nº 17/DIRSAT/DIRBEN/INSS, de 17 de outubro de 2016 c/c
      Provimento nº 004, de 22 de junho de 2017. ?????

      Curtir

      • boa tarde, Lorena.
        A CGT é Coordenação de Gestão Técnica, que fica na sede do Conselho de Recursos do Seguro Social – CRSS, que fica Brasília.
        A CGT fará a distribuição para algum relator de qualquer Junta, no país.

        Abraços

        Messias

        Curtir

        • bom dia, Angela,
          Isto significa que finalmente seu recurso foi distribuído para 15ª Junta de Recursos, onde será escolhido um conselheiro para analisar seu recurso e leva-lo a julgamento na citada Junta.
          O endereço da Junta é :
          Rua Azarias Leite, nº 1-75 – 2º andar – Centro – Bauru, SP – CEP 17.010-250
          Fone: (14) 3321-5298 :
          Email: 15a.juntarecursos@previdencia.gov.br

          Curtir

    17. Bom dia!!!!!!

      Meus parabens pelo blog, muito bommmmm…

      Entrei com recurso em 19/02/2018, somente agora o processo foi encaminhado para um conselheiro relator, minha pergunta quanto tempo tem o conselheiro para analisar e colocar em julgamento meu processo??

      Curtir

      • Boa tarde, Luiz. Obrigado pela elogio ao Blog.
        O prazo é de cerca de 85 dias, no entanto, algumas variáveis, podem esticar este prazo e isto não dependo do relator.
        O relator, por exemplo, para melhor elaborar seu voto, pode pedir uma diligência, que uma forma de buscar mais informações ou documentos para melhor, embasar seu relatório. Lembrando que, esta diligência pode ser favorável ao segurado.
        Espero ter ajudado.
        Abraços,
        Messias

        Curtir

      • Boa tarde, Edson
        “Composição Adjunta, e um outra Junta, com a diferença, que é vinculada à Junta principal, mas goza de igual autonomia da Junta principal. Ela não tem presidente, como a tem a Junta principal. Ex. Rio Grande do Norte, tem a Junta Principal, que em fica em Natal, e outras duas Composições Adjuntas,uma em Mossoró , a outra, em.Caicó.

        27ª Junta de Recursos – Natal – RN (Principal)
        1ª Composição Adjunta – 27ª JR – Mossoró – RN
        2ª Composição Adjunta – 27ª JR – Caicó – RN (Originária da 2ª CA da 2ª CAJ)

        Curtir

    18. Olá, boa tarde!

      Entrei com recurso em 14/11/2018, devido minha solicitação de salario maternidade ter sido indeferido, por se tratar de adoção, não entenderam o processo e indeferiam sem ao menos me contatar.
      Até a data de hoje continua no mesmo status, ou seja, levei toda documentação protocolei mas não foi feita nenhuma ação, sendo que atendente disse que o meu caso era muito simples e que em um mês seria resolvido. Já vai completar um ano.
      Estou hiper aborrecida e chateada, preciso do dinheiro, é meu direito e simplesmente o processo está parado.
      Qual ação devo tomar?

      Curtir

      • Bom dai, Arlletes, minha sugestão é vá até a Junta onde se encontra seu processo. Se a Junta não ficar em sua cidade, vá á Agência onde deu entrada no Recurso que você terá esta informação.
        Se ainda assim não conseguir, ligue para o 135, e informe o número do seu processo que você obterá alguma informação.
        Boa sorte, e obrigado por acessar o Blog.

        Messias

        Curtir

    19. Oi Messias, boa tarde.
      Tentei entrar com recurso administativo, mas tive problemas para instrui-lo, por isso desisti do mesmo e ao invés, protocolei um pedido de revisão em 13 de agosto (já que a aposentadoria havia sido concedida).
      Estou requerendo a conversão de tempo de trabalho especial em comum e a alteracao da aposentadoria proporcional como foi concedida, para a modalidade integral.
      Ocorre que até o presente momento nada aconteceu. Já se passaram 77 dias.
      Estou pretendendo fazer uma reclamacão para o CRSS, mas não sei exatamente a quem me dirigir. Seria ao Presidente do conselho ou a alguma outra autoridade específica?
      Será que você poderia me orientar nesse sentido? Moro fora do Brasil e nem tenho como ligar no 135 daqui.
      Obrigada.

      Curtir

      • Boa tarde, Vera Junker,
        Primeiro que tudo, obrigado por acessar o Blog, mesmo estando do Brasil. Como você conheceu nosso Blog, estando fora do Brasil?
        Quanto ao seu pedido de revisão de aposentadoria, minha sugestão é que deve contatar , via email, a Agência em que você enviou seu pedido de revisão.
        Estou sugerindo assim, mas não sei como você fez seu pedido de revisão estando no exterior. Fez antes de viajar?
        Quanto reclamar ao CRSS não é possível posto que seu processo não está tramitando no CRSS e sim no INSS.
        Boa sorte,
        Messias

        Curtir

        • Oi Messias, obrigado por ter respondido imediatmente.
          Bom, primeiro eu fui pessoalmente requerer a minha aposentadoria. Esta foi concedida porque, assim como você, fui servidora pública por quase 20 anos e também tinha um tempo na iniciativa privada e por fim contribui como facultativa daqui mesmo.
          Quanto ao pedido de revisão, este foi feito on line, através do “Meu INSS”.
          Pensei em reclamar na ouvidoria sobre a demora, mas, não sei se seria a melhor opcão.
          Segundo as regras, o INSS teria o prazo de 30 dias para responder, prorrogáveis por mais 30 com a devida fundamentacão sobre a impossibilidade de concluir nesse prazo, salvo melhor juízo.
          O problema é que nada aconteceu. Nadinha mesmo, rsrsrs.
          Bom, eu já escrevi para você uma vez e como sempre fui muito bem orientada.
          Quanto ao blog, este eu descobri por acaso e sou agradecida a Deus por isso, porque daqui quase nada posso fazer.
          Ainda bem que existem pessoas como você, obrigada.
          Abraco.
          (Desculpe a falta de acentos

          Curtir

        • Boa tarde, Vera.
          Sinto por você.
          Obrigado por acessar nosso blog.
          Para mim é um prazer poder ajudar as pessoas, dentro das minhas possibilidades e de minhas limitações funcionais e legais.
          Quanto ao seu pedido de revisão, sugiro que insista na Ouvidoria, de preferência por email, e fale da sua atual condição de pouca acessibilidade às informações, em virtudes de estar no exterior.
          Continuo aqui para ajudar, no que for possível.
          Boa aposentadoria e espero que tenha um desfecho feliz.
          Abraços e continue acessando nosso Blog!

          Messias

          Curtir

      • Boa tarde, Vera
        Quero acrescentar ainda, algumas informações. Primeiro que o este tipo de pedido, reversão de tempo de trabalho, infelizmente tem demorado mesmo, o que não a impede de de acessar a Ouvidoria, o meio mais adequado e via “MEU INSS. Após o resultado, e que espero positivo para você; se não for, aí sim, você pode entrar com recurso junto ao CRSS(juntas de Recursos) que neste caso seu, estando no Exterior, de fato, não tenho como lhe dizer agora, como seria o procedimento.Mas continue nos acompanhando aqui, muito em breve darei esta informação.

        Abraços
        Messias

        Curtir

    20. Oi Messias. Gostaria de uma ajuda:
      O Recurso de Aposentadoria foi deferido pela Junta de Recursos, e devido a demora
      para implementação, foi aberta uma Reclamação na CGT (Gestão Técnica), porém o
      INSS entrou com Embargo Declaratório (24/09/2018), a ser analisado pelo Conselheiro Relator da JR.
      Existe algum Prazo para a JR responder a admissibilidade dos Embargos Declaratórios?

      Histórico do Processo
      Distribuído ao Conselheiro Relator
      23/10/2018 11:28
      Encaminhamento automático – (10ª JR para 3ªCA-10ª JR)
      23/10/2018 11:28
      Documento juntado
      01/10/2018 15:40
      Para análise do Embargo Declaratório
      27/09/2018 14:44
      Para exame de Admissibilidade dos Embargos Declaratórios
      24/09/2018 13:48
      Encaminhamento – (2150412 para 10ª JR)
      24/09/2018 13:48
      Interposição de Embargo – (Por: INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL – INSS)
      24/09/2018 13:47

      Parabéns pelo Blog.

      Att,

      Edison

      Curtir

      • O prazo existe sim, mas ele pode ser prorrogado, para o o Relator possa fundamentar seu voto no que diz respeito ao Embargo, que pode ser aceito ou não pelo Relator.
        Bom você ficar atento ao trâmite do seu processo, que pode ser feito entrando em contato com a Junta onde se encontra esse Embargo.
        Abraços

        Messias

        Curtir

    21. Comunicação de interposição de Recurso do INSS
      31/10/18 11:15 – Ver documentos desse evento

      Bom dia! Minha mãe deu entrada em um pedido de pensão por morte do meu pai. Ela era dependente financeira dele. Houve uma primeira decisão favorável do INSS em conceder o benefício, por unanimidade, mas depois o INSS recorreu. Pelo que entendi no log do acompanhamento do site do e-Recursos, o INSS recorreu e emitiu uma comunicação (colado no início da dúvida). Até o momento não recebi nenhuma comunicação deles sobre essa negativa e o porquê, e nem consigo ver o motivo pelo site, nem pelo 135, pois a atendente diz não conseguir ver também o comunicado. Eu devo recorrer novamente sem nem saber o motivo pelo qual foi negado? A única forma de saber o motivo seria em uma agência do INSS?
      Obrigado.

      Curtir

      • Boa tarde,Deny
        Sim, você deveria ir Agência onde você deu entrada na pensão. Na verdade sua mãe em que deveria ir; a não ser que seja procurador dela.
        Lá darão algum tipo de informação sobre a o recurso do INSS.
        Abraços,

        Messias

        Curtir

    22. Oi Messias, boa noite.
      Você como sempre muito solidário e disposto a ajudar as pessoas. Compreendo perfeitamente as suas limitacões.
      Em princípio, eu tudo posso fazer daqui. Possuo certificado digital, o que dispensa inclusve a necessidade de ser representada por procurador, pois posso assinar digitalmente.
      Ontem enviei um email para o setor de reconhecimento de direitos da APS onde interpus o pedido de revisão. Se não me responderem dentro de uma semana, vou tentar a ouvidoria.
      Se ainda assim não conseguir serei obrigada a contratar um advogado. Eu acho que seria desnecessário porque o meu direito é liquido e certo, não comportando maiores debates sobre a existência ou não dele e uma acao judicial demoraria uma eternidade, por isso optei pelo procedimento administrativo, entendendo que seria mais célere.
      Me permito recorrer a vc. novamente se precisar esclarecer um ponto ou outro, se vc. não se importar.
      Obrigada.
      Abracos.

      Curtir

    23. ola meu nome e celia soares fiz uma pericia por auxilio doença em 26/09/18 a medica me deu alta entrei em contato no 135 a moça me falou que eu poderia entrar em outro beneficio após 30 dias marquei uma nova pericia para o dia 4/12/18 que foi hoje e fui negado vou entrar com recurso so após 30 dias eu tenho que voltar a trabalhar sendo que o relatório do medico explica que não posso no momento o que devo fazer estou desesperada.

      Curtir

      • Boa tarde, Célia
        Só hoje pude acessar seu comentário.
        De fato, após a negativa, em carta pelo INSS, é que você pode entrar com recurso perante à Junta de Recursos, Lemnbrando que o recursos é dado entrada na própria Agência do INSS, que lhe negou o benefício, que acredito pelo tempo, você já entrou.
        O que vale, é a decisão do perito do INSS, Célia; infelizemnte o laudo de outro médico, fora do INSS, não tem validade perante o INSS; a menos que o perito do INSS, concordasse com o laude de seu médico; mas mesmo assim teria que elaborar seu próprio laudo(ainda se baseasse no laudo de outro médico, para que pudesse,que não seu caso, infelizmente)e assim apresentado aos setores internos do INSS.
        Boa sorte,

        Messias

        Curtir

      • Boa tarde, Sandra.
        Sem saber todo processo, não tenho lhe responder mais acertadamente e nosso blog, não se propõe a fazer analisar detalhada de nenhum de processo de segurado, seria ilegal e jamais faria isso. Mas sei que você não está me pedindo isso. Mas julgo oportuno, esclarecer isso, a partir de sua pergunta, pois já recebi aqui , pelos comentários, ajuda neste sentido e disse não, pelas razões acima.
        Isto posto, explico que , em relação a sua pergunta, significa que o gestor, acredito do INSS, já fez análise esta será ou já foi encaminhada à última instância julgadora, que é as Câmaras de Julgamento(CaJ’s), que a maioria funciona na própria sede do Conselho de Recursos da Previdência Social,( que por força da MP 870/19, mudou de nome de novo: era CRSS agora voltou a ser CRPS).
        Assim sendo, Sandra, você terá que aguarda o julgamento desse recurso do INSS, em das CaJ’s. que quando o acórdão é julgamento por unanimidade pela Junta de REcursos, geralmente elas não acatam o recurso do INSS, mas pode ser que seja acatado o Recurso do INSS, embora você tenha chances de ser vitoriosa.
        Espero ter ajudado,
        Boa sorte,
        Messias

        Curtir

    24. Uma ajuda Messias. Após longos anos, o INSS acatou a decisão de meu Recurso Administrativo, concedeu a minha aposentadoria por tempo de contribuição pessoa com deficiência Leve, e arquivou o processo. Porém cometeram um erro grave no cálculo da Renda Mensal, pois modificaram os valores dos salários-contribuições. Sempre paguei pelo teto máximo, porém concederam o salário-mínimo. Qual seria a melhor conduta?
      1) Novo processo administrativo;
      2) Reclamação na Ouvidoria INSS;
      3) Reclamação na Gestão Técnica;
      4) Solicitar na APS uma revisão.

      Agradeço,
      Edilson

      Curtir

      • Boa tarde, Edison
        No seu caso, se você tem documentos que comprovem que vc contribuiu sempre no teto máximo, é aconselhável você pedir uma revisão na própria Agência do INSS, que lhe concedeu a aposentadoria. Caso a Agência , após análise, venha lhe negar a atualização de sua aposentadoria, a partir da data oficial da negativa( carta de indeferimento), aí sim, é que você poderia entrar com Recurso Administrativo, 30 dias corridos , a partir do indeferimento, por meio da mesma Agência.
        Boa Sorte,

        Messias

        Curtir

    25. Boa tarde Messias.

      Voce poderia me orientar o que fazer.

      Encaminhamento – (17025030 para CGT)
      29/11/2018 15:47
      Aguardando distribuição
      29/11/2018 15:47
      Solicitação de análise do Gestor concluída
      29/11/2018 15:46
      Solicitação de análise do Gestor
      29/11/2018 12:02
      Contrarrazões do INSS
      29/11/2018 12:01 Encaminhamos o presente processo sem as contrarrazões ao recurso interposto pelo interessado face
      o decurso do prazo de 30 (trinta) dias para a sua apresentação, isto em atendimento ao preconizado no § 3º do Art. 31
      da Portaria MPS/GM nº 548, de 13 de setembro de 2011.

      A sobrinha do meu cunhado pediu pra eu ver pra ela, ela entrou com pedido de aposentadoria por idade em março de 2018 e foi indeferido, ela entrou com o recurso em agosto de 2018 e até agora não obteve uma resposta, em novembro ela fez um novo pedido de aposentadoria por idade ela tem 61 anos e 5 meses, com mais de 15 anos de contribuição.
      Só que na solicitação de novo pedido de aposentadoria que ela fez em novembro de 2018, verifiquei que está faltando documentos dela como CPF e RG embora no sistema do INSS tem todos os documentos dela, nesse caso ela pode fazer um novo pedido e cancelar o anterior, me refiro ao pedido feito em novembro de 2018.

      Att,

      Silze

      Curtir

      • Bom dia, Zélia
        Minha sugestão é que você aguarde o julgamento por um das Juntas de Recursos; pelo que li do seu relato, a segurada teve o pedido de aposentadoria indeferido pelo INSS e corretamente entrou com recurso, contra este indeferimento. Acontece que , o INSS tem um prazo( assim como a segurada) para apresentar as contrarrazões, isto é , porque indeferiu a aposentadoria. Li ainda no seu relato, que o INSS, perdeu este prazo.
        Isto não quer dizer que a segurada foi vitoriosa na questão, mas que o primeiro indeferimento, servirá como as contrarrazões do INSS.
        Segundo que o trâmite do processo que você informou, o recurso foi enviado para CGT para ser distribuído para algum conselheiro/relator em qualquer Junta do país, independentemente do Estado em que a segurada more. Neste caso, a segurada poderá assistir a sessão de julgamento( depois de escolhido o conselheiro relator e quando o mesmo tiver dado seu voto e marcado esta sessão) por video-conferência, e durante esta sessão a segurada pode fazer sua defesa oral,ou seja, se colocar contra o motivo pelo qual indeferiu o INSS, não concedeu a aposentadoria.
        Quanto a ausência do CPF e RG, sugiro que a segurada aguarde a distribuição do seu processo, ou seja, a Junta onde será julgado o recurso. Quando for escolhida a Junta, a segurada poderá ligar para o Secretário dessa Junta e aí sim, poderá pedir para juntar cópias, não só do CPF e RG, como de qualquer outro documento que seja favorável ao segurado. No entanto, aconselho, que a anexação dessa documentação não seja NO DIA DO JULGAMENTO. embora possa fazê-lo.Recomendo que seja antes, para o conselheiro que irá analisar esta documentação tenha tempo para faz-lo, antes do julgamento.
        Clique abaixo e saiba os endereços das Juntas do Recursos de todo o país.Quando for escolhida a Junta onde será o recurso da segurada é só entrar em contato por e-mail( preferencialmente) ou por telefone:
        http://www.previdencia.gov.br/a-previdencia/orgaos-colegiados/conselho-de-recursos-da-previdencia-social-crps/equipe-crps/

        Espero ter ajudado,

        Boa sorte

        Messias

        Curtir

        • Bom dia, Messias.

          Agradeço a disponibilidade e as orientações.

          Você está colocando em prática os dons que o Senhor Deus lhe concedeu, o servir o outro, a serviço dos outros, para os outros…

          Deus o abençoe sempre!!!

          Curtir

        • Bom dia,Zélia
          Eu que agradeço suas palavras elogiosas e me sinto feliz em poder ajudar as pessoas. De fato, agradeço a Deus por me dar esta chance de poder ajudar as pessoas. Glórias de Deus.

          Deus a abençoe sempre também!
          Messias

          Curtir

    26. Boa Noite, poderia me ajudar?

      Conforme abaixo, dei entrada na aposentadoria por tempo de contribuição e o INSS indeferiu, gostaria de saber quanto tempo demora para o INSS dar a resposta, visto que, no acordão consta a seguinte frase:- “passando a ser detentora do tempo mínimo de contribuição exigível para a concessão do benefício, por passar a contar com 30 anos, 11 dias de tempo de contribuição, superior ao exigido pelas Regras de Transição.
      CONCLUSÃO – Ante o exposto, VOTO POR CONHECER DO RECURSO E DAR-LHE PROVIMENTO.”

      Histórico de Eventos
      Encaminhamento automático – (25ª JR para 2152812)
      15/01/19 11:59

      Conhecer do Recurso e dar-lhe provimento, por unanimidade – Acórdão nº 291 / 2019
      15/01/19 11:58 – Ver documentos desse evento

      Sessão de Julgamento Ordinária – Nº 0014/2019 – 15/01/2019 10:00
      01/01/19 22:34

      Para inclusão em pauta
      01/01/19 22:34

      Redistribuído ao Conselheiro – Licença/Afastamento – JOSÉ ADILSON DE AZEVEDO
      27/11/18 16:00

      Distribuído ao Conselheiro Relator – SAMUEL CARVALHO DOS SANTOS JUNIOR
      10/10/18 12:37

      Encaminhamento – (21028020 para 25ª JR)
      10/10/18 12:37

      Contrarrazões do INSS
      10/10/18 12:34 – Ver documentos desse evento

      Ações judiciais não encontradas
      10/10/18 12:33 – Ver documentos desse evento

      Ciência do recorrente – Não anexada
      10/10/18 12:32 – Ver documentos desse evento

      Processo gerador juntado
      10/10/18 12:31 – Ver documentos desse evento

      Juntada de documentos
      10/10/18 12:22 – Ver documentos desse evento

      Contrarrazões do recorrente
      24/08/18 13:11 – Ver documentos desse evento

      Protocolo Recebido no INSS
      15/05/18 12:39

      Agendamento Eletronico do Recurso / Postagem do Recurso via ECT
      19/11/17

      Antecipadamente, agradeço.

      Roseli Piereli Machado

      Curtir

      • boa noite, Roseli,
        O INSS tem 30 dias, a partir da publicação da decisão da Junta. Mas fique atenta: O INSS ainda pode, dentro desse 30 dias, recorrer dessa decisão, junto a uma das Cãmaras de Julgamento do CRPS…Se ele acatar, em 30 dias ele concede o benefício, mas se por algum motivo, o INSS não concordar com a decisão da Junta, ele pode entrar com recurso junto a Câmara de Julgamento, como expliquei acima.
        boa sorte,

        Messias

        Curtir

        • Messias, Boa Noite.

          Obrigada pela atenção, mas, ficou uma dúvida, hoje 27/02/2019, o INSS ainda não deu o seu parecer nem contra e nem a favor, você acha que pode demorar mais um tempo, ou, devo ir ao INSS solicitar algum parecer?.

          Antecipadamente, agradeço.

          Roseli Piereli Machado

          Curtir

    27. Oi;
      Boa Tarde!
      Entrei no site de recursos e observei a seguinte mensagem :
      Histórico do Processo
      Distribuído ao Conselheiro Relator – ROSIMAR MARIA CABRAL
      26/02/2019 10:24

      Pergunta: Qual o prezo que o INSS tem para me dar uma resposta definitiva?

      Obrigado!

      Curtir

      • boa noite, Paulo
        A resposta será dada não mais pelo INSS, mas pela Junta de Recursos que vai analisar e julgar o seu recurso. O que tem fazer agora é saber em que Junta de Recursos pertence este Conselheiro Relator, pois é lá que será julgado seu recurso. E a Junta tem um prazo de até 85 dias, conforme norma interna do CPRS( PROVIMENTO CRPS/GP/n. º 99, de 1º de abril de 2008 ). Minha sugestão é que continue acompanhando seu processo via email ou telefone com o Secretário da Junta onde tramita seu recurso.]

        Abraços e boa sorte,

        Messias

        Curtir

        • Boa noite gostaria de saber minha audiência está marcada para mês que vem na justiça federal contra INSS por pensão por morte só que e minha primeira audiência e juiz chamou as testemunhas isso e porque ele vai dá decisão no mesmo dia

          Curtir

        • Boa noite, Kely
          Em ter a audiência á algo razoável. No entanto, isso não quer dizer que haja nesta decisão nesta primeira audiência, nem que ela possa ser favorável a você.
          Espero ter ajudado.
          Boa Sorte,

          Messias

          Curtir

    28. Boa tarde, Messias.

      Desculpe-me,mais uma vez recorro a você/senhor.

      Em 21/06/18, agendei pedido aposentadoria de meu esposo, agendei porque eram muitos PPPs e precisavam ser escaniados para ficarem bem legíveis, mais não resolveu muito não a pericia não aceitou os laudos com 85, 81, 89, 94db e outros que não me lembro. Meu marido assinou uma autorização caso falte algum tempo eles poderiam alterar a data da DER. Ao acompanhar o andamento, em agosto de 2018 observei no CNS que a empresa estava em débito e eu informei a empresa que estávamos acompanhando pelo meuinss e comecei a cobrar da empresa, para efetivar o repasse. Resumindo, em 06/12/18 INSS concluiu o processo e como já esperávamos indeferido o pedido por falta de tempo. Em dezembro 2018 não haviam pago os meses 09,10,11/18
      Continuei a cobrar a empresa até em 21/12/18 liguei para contabilidade da empresa e disse que entraria com processo administrativo e judicial, então me pediram para enviar cópia do CNS pagaram o atrasado ao INSS, resolvemos não entrar com recuso e sim fazer um novo requerimento em 27/12/18 o qual estamos aguardando.

      Enviei vários e-mails para empresa relatando o acontecido, segue abaixo um dos e-mals enviados.

      Aline, devido a falta de contribuição o pedido de aposentadoria do funcionário Benedito foi indeferido. Nos comentários da decisão no item 1, da página 117 ele tem 34 anos, 08 meses e 10 dias e no item 8 está claro que, mesmo que alterassem a data DER para 31/08/2018 ultima contribuição
      não daria, faltaria 1 mês e 20 dias, a data DER 21/06/2018 ele estava com 34 anos, 08meses 10 dias.
      Se a empresa estivesse em dia com os compromissos junto ao INSS ele teria conseguido o benefício da aposentadoria.
      No dia em que foi solicitado a aposentadoria por tempo de contribuição em 21/06/2018, a previdência emitiu uma autorização para ele assinar. Se por ocasião do despacho, for verificado que na Data de Entrada do Requerimento (DER) não satisfazia as condições mínimas exigidas para a concessão do benefício pleiteado, mas que as completei em momento posterior ao pedido inicial, autorizo a alteração da DER para quando preencher todos os requisitos. Caso faltasse algum tempo após a DER eles iriam somar o período posterior, como a empresa não fez o repasse da contribuição, o funcionário Benedito ficou prejudicado.
      Em setembro de 2018, verifiquei o CNIS dele e constatei que a firma estava com atraso, liguei para empresa falei com Ana Carolina e ela passou para você o que estava acontecendo, enviei e-mail para Ana Carolina, para ciência da empresa que isto poderia acontecer.
      Para entrarmos com o recurso, precisamos que a empresa pague o atrasado ao INSS e nos envie o comprovante o mais rápido possível para que possamos entrar com o recurso, o prazo é de 30 dias, mas devido o recesso de fim de ano está mais difícil ainda.

      Depois que o INSS concluir este novo requerimento, disse ao meu esposo para ele mover uma ação contra a empresa, ou estou errada?

      Agradeço

      Zelia

      Curtir

      • boa tarde, Zélia,
        Como seu caso tem um nivel alto de complexidade , vc deveria contratar um advogado para tratar desta questão, pois não depende apenas do INSS, mas da empresa que, como vc mesma não atendeu seu requerimentos em tempo hábil.
        para o INSS o que importa é o segurado ter os documento comprobatórios daquilo que ele esta requerendo, nesse caso, aposentadoria por tempo de contribuição.
        Se não conseguir comprovar isso, com certeza haverá negativa pelo INSS, e certamente tal negativa será confirmada pela Junta de Recursos , pois não vai julgar contrário à Lei que diz claramente que o segurado tem que comprovar o tempo de contribuição, consequentemente os valores referentes a esse tempo. O bom seria tentar conseguir junto à empresa toda documentação comprobatória, para depois dar entrada novamente no INSS; Com isso chance de o INSS negar seria mínima, e portanto, em principio, não haveria necessidade tb de se entrar com recurso administrativo, pois em principio, o INSS certamente concederá o benefício…
        Acho que a melhor é tentar negociar com a empresa….e por ultimo, por último acionar a justiça, pois, a meu ver acionar a justiça agora, pode ser que demore muito sair decisão em seu favor….o melhor, a meu ver, mas a decisão é sua contratar um advogado para uma mediação extra-judicial com a empresa..
        Espero tenha ajudado.

        Boa sorte,

        Messias

        Curtir

    29. Messias bom dia!
      O meu recurso foi analisado pelo caj que apresentou ementa diferente divergente. A conselheira encaminhou relatório ao presidente da caj alegando que não houve erro material e ainda acatou o motivo da contra razão do INSS se tratando de matéria médica. Pelo regimento se o recurso for de matéria médica a alçada não seria somente da Junta de recursos? Nesse caso especificamente a caj não poderia ter aceitado o recurso?
      Desde já agradeço

      Curtir

      • Boa tarde, Marcos
        Se as contrarrazões do INSS, foi baseada em um novo parecer de um perito médico, a Conselheira da Caj pode sim, acatar se baseou-se( e acho que sim) neste provável novo parecer médico.
        Mas você também pode recorrer dessa decisão, desde que tenha novos documentos que possam desconsiderar as novas provas reapresentadas pelo INSS.
        Mas lembre-se, tudo tem prazo. Meu conselho é que ligue para esta Caj pergunte se cabe recurso, exatamente por ser matéria médica.

        Espero ter ajudado.Boa sorte.

        Messias

        Curtir

    30. Boa noite Messias! Parabéns pela prestação de serviço!
      Meu recurso do INSS continuou a ter vários andamentos, mesmo após o andamento que dizia:
      “Ações Judiciais Encontradas”
      Pergunta: é normal o processo continuar andando mesmo com ação judicial encontrada?
      Ou eles verificaram que a ação judicial encontrada era referente a perícia e, não referente ao recurso. Isto é, não é o mesmo objeto.
      Grato pela atenção.

      Curtir

      • Boa tarde, William
        Como você mesmo disse, eram ações diferentes. Se fossem iguais, o processo não teria como continuar, pois nossa esfera administrativa e não podemos julgar processos que estão tramitando(do mesmo objeto) na Justiça.

        Boa Sorte,

        Messias

        Curtir

    31. boa tarde Sr.Messias! pode me tira uma duvida? estou a mais de 1 ano esperando o resultado do recurso, e nesse periodo todo sem receber beneficio por parte do INSS, e tambem neum pagamento da empresa pela qual eu estou, pois a mesma nao aceito-me de volta ao trabalho por perceber que nao estou apto para exercer funcoes laborativas… oque devo fazer? pode me daricionar um norte para seguir por favor… obrigado!

      Curtir

      • Boa tarde, me marido passou pela mesma situação, demorou um ano e meio para sair o resultado, mas graças a Deus reconheceram como devido, pagaram todos os atrasados de 1 ano e meio devidamente corrigido e deram-lhe novamente o direito de receber o auxilio, agora recebe mensalmente.

        Curtir

    32. boa tarde Sr.Messias! pode me tira uma duvida? estou a mais de 1 ano esperando o resultado do recurso, e nesse periodo todo sem receber beneficio por parte do INSS, e tambem neum pagamento da empresa pela qual eu estou, pois a mesma nao aceito-me de volta ao trabalho por perceber que nao estou apto para exercer funcoes laborativas… oque devo fazer? pode me daricionar um norte para seguir por favor… obrigado!

      Curtir

      • Boa tarde, Reinaldo,
        De fato, esta é uma situação sempre recorrente com vários segurados em situação similar a sua.
        Minha sugestão, é que você procure saber em que fase está seu recurso. Ir pessoalmente à JUnta, se for em sua cidade, ou ligar ou mandar email, se for em outro estado.
        Primeiro que tudo, deve ser saber em fase em está seu Recurso. A partir dessa informação, cabe a você tomar a decisão que melhor que lhe convier:
        a) Aguardar o desfecho de seu processo através da Junta(recomendável);
        b) Acionar judicialmente o INSS; para isso terá que constituir um advogado especialista em Direito Previdenciário. No entanto, este caminho, sabia você, é mais custoso, mais demorado, e as vezes, negativo para você, até porque fala em recurso mas não diz por causa de qual decisão específica do INSS.

        Espero ter ajudado.

        Messias

        Curtir

    33. Estou desde novembro de 2018 aguardando a decisão do meu recurso, no Site não consta nada e hoje decidi ligar no 135 onde eles informaram que consta como última atualização a seguinte coisa: “ Ciência Recorrente – Não anexada “
      Gostaria de saber o significado disso, porque no 135 a moça não soube me informar.
      Grata desde já!

      Curtir

      • Sugiro que ligue para a CGT – Coordenação de Gestão Técnica, do Conselho de Recursos da Previdência. Esse setor lhe dará as informações mais específicas sobre seu questionamento.
        Contato: 61 3433 9719/9852.

        Boa Sorte,

        Messias

        Curtir

    34. Olá. Podes me ajudar ?
      Há um ano entrei com um recurso no INSS pedindo aposentadoria por tempo de serviço. Acompanho pelo site e as últimas respostas estão assim: Conhecer do recurso e dar-lhe provimento parcial por unanimidade. Saiu também a comunicação da JR do mesmo jeito. E agora foi para a solicitação de análise do gestor.
      O que significa tudo isso ?

      Curtir

      • Boa tarde, Cristina,

        Primeiro, uma correção , você entrou com recurso em das Juntas de Recursos do Conselho de Recursos da Previdência.Faço esse reparo, pois existe uma diferença, quando você entra com “recurso” no INSS, na verdade, isto se chama pedido de revisão ao próprio INSS.

        Você, entrou na verdade, com um pedido junto a uma das Juntas de Recursos e esta , que reconheceu parcialmente seu direito, por unanimidade, isto é, todos os conselheiros desta Junta, votaram a seu favor, mas não integralmente seu pedido.

        Em seguida o resultado do processo tem ser comunicado ao INSS, no caso, o gestor( pois é o INSS é quem faz a gestão de todo e qualquer benefício). No geral, o gestor é o INSS, mas pode ser que tenha sido encaminhado também(pouco provável) para o presidente da Junta, que é também gestor, não do benefício, mas de todos os julgamentos do processos administrativos no âmbito da Junta de Recursos.

        Espero que tenha ajudado.

        Messias

        Curtir

        • Obrigada por me responder. Mas gostaria de entender uma coisa:
          Isto significa que vou me aposentar, ou receber alguma coisa do INSS ?

          Curtir

        • Boa tarde, Cristina,
          Não necessariamente, agora.
          O INSS, pode entrar com recurso junto a uma das Câmaras de Julgamento(Caj’s), questionando a decisão favorável a você. A Caj, pode aceitar o recurso do INSS ou recusar. Se recusar, o INSS terá que lhe conceder o benefício.
          Por isso, aconselho a acompanhar seu processo na Junta ou onde ocorreu o julgamento para saber se houve recurso do INSS, contra a decisão que lhe favoreceu.

          Boa Sorte,

          Messias

          Curtir

    35. Boa tarde, parabéns pela iniciativa em orientar as pessoas em relação as diversas dúvidas quando se trata de INSS, meu esposo deu entrada em aposentadoria por tempo de serviço, foi indeferida, entramos com recurso, foi distribuído para relator o qual solicitou diligência, por se tratar de especial devido aos PPP,foi cumprido e devolvida ao relator solicitante, agora verificando no site informa que foi devolvido para Secretaria, o que isso quer dizer?

      Curtido por 1 pessoa

    36. Bom dia, meu pai é agricultor e teve perícia médica revisional em 01/06/2018 onde teve como indeferido continuidade do benefício por auxilio doença que recebia há mais de 10 anos. Esse auxílio que recebia, era ganho por vias judiciais, deferidos pela justiça. Tenho algumas dúvidas.

      1 – Temos o art. 103-A à Lei 8.213⁄91 (LBPS) e fixou em 10 anos o prazo decadencial para o INSS rever os seus atos de que decorram efeitos favoráveis a seus beneficiários. Nesse caso, pelo fato de meu pai ter recebido benefício por mais de 10 anos, pode o INSS rever essa concessão? Ou como esse ano que concedeu o benefício ao meu pai é um ato jurídico, devido a ser concedido judicialmente, esse artigo da lei não se aplica?

      2 – Após indeferimento na perícia médica, foi protocolado recurso dentro do prazo legal na agência do INSS. A questão é de que recurso foi protocolado em 28/06/2018 e que desde 22/11/2018 encontra-se com a seguinte situação “Encaminhamento automático – (17ª JR para ATM)” e “Solicitação de pronunciamento Técnico Médico – Parecer/Pronunciamento”, assim desde essa data não houve mais nenhuma movimentação.

      Alguma sugestão do que pode ser feito nessa situação, ou devo aguardar o andamento na forma em que encontra-se?

      Obrigado.

      Curtir

      • Boa tarde,
        Ricardo
        Seu raciocínio está correto tanto no diz respeito a ser um benefício concedido por via judicial, e só por ela, pode ser cancelado, como acerca do prazo cadencial de 10 anos.
        É procurar um advogado especialista em Direito Previdenciário, para reaver seu direito já concedido pelo Poder Judiciário e que o INSS, não poderia por vias administrativas, cassá-lo.

        Espero ter ajudado.

        Messias

        Curtir

    37. Boa tarde! Estou com uma duvida enorme, o processo do meu irmão o conselheiro relator deu de resposta que seja revertida a decisão de negatividade do beneficio, e agora foi para a 10 JR para atm, mas ja faz 8 meses…
      Gostaria de saber se ja foi aceito, e poque esta demorando tanto, OBG

      Curtir

      • Bom dia, Mario Luiz
        Minha sugestão é que você ligue para a 10 JR, pedindo mais informações sobre suas dúvidas.
        O ATM, é perito médico da Junta. O processo de seu irmão certamente, é matéria médica, e como tal , o relator, que não é médico, não pode emitir parecer, sem o parecer do ATM, por isso que o relator enviou para o ATM.

        Boa sorte,

        Messias

        Curtir

      • Boa tarde, Kelly,
        Seu processo de cunho judicial, pouco falar sobre ele. Melhor seu advogado para poder lhe dar as melhores informações sobre isso.
        No entanto, o que posso lhe dizer é que em casos como seu, quase sempre não sai no mesmo dia, pois sempre as partes alegam sempre alguma coisa, seja seu advogado ou o INSS, além de outras, como exemplo, o juiz da a sentença, mas abre um prazo para que as partes possam contestar ou aceitar a sentença dada, etc.
        Boa sorte,

        Messias

        Curtir

    38. Boa tarde, noite ou manhã, poderiam por gentileza me esclarecer o que significa isso :

      Aguardando distribuição
      10/05/19 12:58

      Encaminhamento automático – (xxxxxxxx
      para CGT)
      10/05/19 12:58

      Contrarrazões do INSS
      10/05/19 11:44 – Ver documentos desse evento

      Ciência do recorrente – Não anexada
      10/05/19 11:43 – Ver documentos desse evento

      Ações judiciais não encontradas
      10/05/19 11:42

      Protocolo Recebido no INSS
      29/04/19 15:41 – Ver documentos desse evento

      Agendamento Eletronico do Recurso / Postagem do Recurso via ECT
      15/04/19

      Curtir

      • Boa tarde,
        Luiz Carlos
        Significa que seu processo está aguardando ser distribuindo para algum conselheiro/relator para ser analisado e em em seguida ser posto julgamento.

        Messias

        Curtir

    Deixe um comentário

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

    Foto do Google

    Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

    Conectando a %s