Uma Justiça sem pudor e o jornalismo-propaganda

01.08.2016
Do blog TIJOLAÇO, 22.06.16
Por Fernando Brito

fase1

Ontem, lançou-se em Curitiba um livro sobre a Lava Jato, de autoria de Vladimir Netto, jornalista da Globo.

Na capa, uma fotografia imperial  de Sérgio Moro.

No evento, o próprio Moro, cercado de gigantes da Polícia Federal, dava autógrafos como se fosse o próprio autor.

No público, não se sabe com que (ou se) autorização judicial, o famoso “Japonês da Federal”, condenado em última instância por facilitação de contrabando, circulava, faceiro, com sua tornozeleira eletrônica…

Na Globonews, uma reportagem sobre a “celebridade”. com direito a frases cândidas como “sereno, trouxe toda a paciência que um homem público deve cultivar quando está em público”.

Quem duvidar, assista aqui.

Juiz discreto e jornalismo crítico – não seria óbvio perguntar ao Japonês se ele podia estar ali? – parecem ser coisas de um passado muito remoto.

Há um clima de cervejaria da Baviera no Brasil.

******
Fonte:http://www.tijolaco.com.br/blog/uma-justica-sem-pudor/

Anúncios

Um comentário sobre “Uma Justiça sem pudor e o jornalismo-propaganda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s