Servidores protestam contra a PEC 55 no Dia Nacional de Mobilização

11.11.2016
Do portal do SINDSPREV/PE

Funcionários do Núcleo Estadual do Ministério da Saúde (Nems-PE), no prédio da Sudene, pararam as atividades na manhã desta sexta endossando o movimento articulado pelas centrais sindicais

CLIQUE PARA AMPLIAR

Dentro das atividades nacionais contra a PEC 55, que prevê congelamento dos investimentos em serviços essenciais, como saúde, educação e assistência social por 20 anos, os servidores do Núcleo Estadual do Ministério da Saúde (Nems-PE) cruzaram os braços na manhã desta sexta-feira, dia 11 de novembro. Encabeçado pelo Sindicato dos Trabalhadores Públicos Federais em Saúde e Previdência Social de Pernambuco (Sindsprev-PE) e pelo Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado de Pernambuco (Sindsep-PE), o movimento reuniu os funcionários para um café da manhã de conscientização no hall do prédio da Sudene.

A Proposta de Emenda Constitucional 55 está em tramitação no Senado e deve ser votada em dezembro. Ela já foi aprovada, como PEC 241, no Congresso Nacional. ” Este é o momento dos trabalhadores reagirem. Não é só pelos previdenciários ou profissionais da saúde, é por todos os brasileiros. A luta contra essa PEC é responsabilidade de todos. Estamos convocando a categoria e indo aos locais de trabalho explicar para a população os absurdos previstos pela PEC. Temos que fazer algo e juntos somos mais fortes ” , explicou o coordenador geral do Sindsprev, José Bonifácio do Monte.

Se aprovada, a PEC vai afetar diretamente a vida de todos os brasileiros. Com a limitação dos investimentos, o salário dos professores ficará congelado, o acesso, a construção e até a manutenção de escolas, creches e universidades serão ameaçados. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), a entrega de medicamentos gratuitos,  programas, como o Saúde da Família, e as campanhas de vacinação também serão afetados deixando a população à mercê da própria sorte. Considerando os direitos dos trabalhadores, a ideia pretende acabar com o FGTS, com o 13º Salário, as licenças maternidade e paternidade e demais auxílios. Também está previsto o aumento da jornada de trabalho para 12h. O governo golpista de Michel Temer pretende ainda, através da Reforma da Previdência, aumentar a idade mínima para aposentadoria de homens e mulheres para 65 anos.

” Nós temos a Consolidação das Leis Trabalhistas, uma das ferramentas de proteção ao povo, e estão querendo rasgá-la para favorecer os empresários. É preciso que todos despertem enquanto é tempo e venham para a luta. O que estão fazendo com o Sistema Único de Saúde (SUS) é criminoso. É preciso ter cuidado com a Atenção Básica, com os trabalhadores e com o povo. Hoje, do jeito que está, mesmo quem pensa diferente não pode ser superior aos fatos ” , concluiu a coordenadora do Sindsep, Graça Oliveira.

CLIQUE PARA AMPLIAR     CLIQUE PARA AMPLIAR

CLIQUE PARA AMPLIAR     CLIQUE PARA AMPLIAR

CLIQUE PARA AMPLIAR     CLIQUE PARA AMPLIAR

CLIQUE PARA AMPLIAR 

******
Fonte:http://sindsprev.org.br/index.php?categoria=noticias_principais_01&codigo_noticia=0000003974&cat=noticias

Anúncios

Um comentário sobre “Servidores protestam contra a PEC 55 no Dia Nacional de Mobilização

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s